Vai fazer as unhas? 7 cuidados para ter na manicure

Quando se fala na beleza das mãos, poucas coisas se comparam a ter as unhas feitas profissionalmente. No entanto, muitos problemas na região ocorrem por procedimentos feitos incorretamente ou por falta de higiene. A seguir, veja 7 dicas de cuidados para ter na manicure e evitar complicações.

1. Leve o seu kit unhas

Um cuidado essencial para ter na manicure é sempre cuidar da higiene. Uma recomendação é levar um kit pessoal com alicate, tesoura, lixa, palito e até esmaltes. Isso pode ajudar a diminuir o risco de contaminações. Se prefere usar o material do salão, certifique-se de que tudo que vai ser utilizado foi devidamente esterilizado.

2. Acerte o formato

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as unhas podem ser cortadas com tesoura e/ou aparadas com lixas, de preferência de uso pessoal ou descartáveis. O melhor formato para as mãos é o arredondado e tamanho das unhas deve levar em conta algumas particularidades, como profissão, hábitos e hobbies. Comente sobre sua rotina quando estiver na manicure.

3. Atente para os pés

Nos pés, o formato das unhas deve ser quadrado e deve-se evitar unhas muito compridas. Isso porque elas podem gerar um mecanismo de alavanca no atrito com a parte interna dos calçados e descolar as unhas do leito. O resultado é um aspecto feio e amarelado, além do acúmulo de sujeira e detritos – o que é sempre um risco de contaminações.

4. Não retire as cutículas

Ainda que a aparência das unhas fique mais bonita sem as cutículas, isso as deixa desprotegidas e facilita a entrada de fungos e bactérias. Uma dica para não precisar fazer a remoção total é manter as cutículas sempre muito bem hidratadas, de preferência com um produto próprio para isso. Assim, elas não ficam soltando “pelinhas” ao mesmo tempo em que cumprem seu papel de defesa das unhas.

5. Cuidado com a lixa!

O hábito de lixar a parte de cima da unha pode ser prejudicial porque retira camadas de queratina, deixando as unhas mais frágeis e finas. É muito comum que a manicure faça o procedimento para “nivelar” as unhas e, assim, ter um melhor resultado na aplicação do esmalte. Fique atenta e recuse a prática.

6. Recuse a acetona

O uso de acetona também é uma prática comum que pode tornar as unhas mais frágeis e quebradiças. Se a manicure fizer esse tipo de sugestão, recuse. Os removedores de esmalte que são livres da substâncias são as melhores apostas. Se tiverem agentes hidratantes na composição, melhor ainda.

7. Atenção aos produtos

Esmaltes, brilhos, bases, hidratantes, fortificantes: opções para cuidados com as unhas não faltam na manicure. Vale ter atenção, no entanto, aos riscos de eles provocarem alergia. Coceira na pele; lesões avermelhadas nas mãos; vermelhidão e coceira na face, pescoço e pálpebras são sintomas de que os produtos estão fazendo mal a você. Vale ter atenção às escolhas.

Cuidados para ter em casa

Não é só na manicure que você deve ter atenção aos cuidados com as unhas. Se você tiver o hábito de mexer muito com água e/ou produtos de limpeza, o uso de luvas é fundamental para mantê-las saudáveis e evitar que a cutícula se degenere em contato frequente com essas substâncias.

Pensando em prevenir problemas nas unhas dos pés, enxugue muito bem a região depois do banho e use regularmente um talco para calçados se tiver o hábito de fazer atividade física por um tempo prolongado. A umidade nos pés pode abrir espaço para a contaminação de fungos que causam uma doença chamada onicomicose.

E não se esqueça: se você percebe que as suas unhas estão mais frágeis ou sensíveis, pergunte a um dermatologista quais procedimentos normalmente realizados na manicure estão mais indicados ou não são recomendados para o seu caso.

Precisa conversar com um dermatologia? Fale com a gente!

Quer saber mais dicas e novidades em dermatologia? Tem aqui no blog!

Leave a reply