Toxina botulínica: o que é e como age no corpo?

A toxina botulínica é uma substância produzida por uma bactéria e que tem o poder de paralisar os músculos. Em procedimentos estéticos, ela é usada em pequenas quantidades e aplicada em locais específicos, sendo capaz de grandes feitos no combate e prevenção a rugas e marcas de expressão. Vamos saber mais!

Toxina botulínica contra rugas

Quando a toxina botulínica é aplicada, por injeção e em quantidades muito pequenas, ela é capaz de bloquear os sinais de contração para músculos específicos. Com esses músculos paradinhos e relaxados, a pele ao redor deles não se contrai e não forma rugas e marcas de expressão.
A toxina botulínica começa a fazer efeito entre 7 e 14 dias depois da aplicação. Seu efeito de paralisação dura entre 3 e 6 meses, quando, devagarzinho, os músculos vão recuperando seu movimento. Então, pode ser a hora de fazer uma nova aplicação.
E tem efeitos colaterais? Após o procedimento, podem surgir pequenos hematomas nos locais onde a agulha foi inserida, mas eles logo são absorvidos pelo corpo. Para amenizar o desconforto das picadinhas, é usado um anestésico local.
Quando as aplicações acontecem em intervalos regulares, é possível que os músculos tratados enfraqueçam e não tenham mais o mesmo poder de contrair a pele ao seu redor. Isso é positivo porque faz com que o efeito da toxina botulínica passe a durar mais tempo. Vamos conhecer as indicações para o procedimento.

Quando é o caso de aplicar a toxina botulínica?

A aplicação de toxina botulínica é indicada para amenizar linhas de expressão e rugas profundas. Em geral, elas estão entre as sobrancelhas, nos cantos dos olhos, na testa e no pescoço. O procedimento também pode ser feito para reposicionar as sobrancelhas – o que é bem interessante para evitar a formação de novas rugas.
Outra indicação da toxina botulínica é no tratamento da transpiração excessiva nas axilas, nas palmas das mãos e nas plantas dos pés – é a chamada hiperidrose. Nesse caso, a substância age paralisando as glândulas que são responsáveis pela produção do suor. Uma única sessão de tratamento pode render meses de alívio e pode ser feita uma ou duas vezes por ano.
Além disso, a toxina botulínica tem sido usada no tratamento de uma série de condições. Por exemplo: combater dores neuropáticas, bexiga hiperativa, estrabismo, assimetria causada por paralisia facial, bruxismo, sorriso gengival e até enxaqueca crônica. Quer saber algumas curiosidades sobre a substância?

7 fatos sobre toxina botulínica

1. Os efeitos da substância não são imediatos: a paralisação leva de 48 a 72 horas para aparecer. Por isso, é necessário que a pessoa volte ao consultório depois de alguns dias para que o resultado seja avaliado pelo dermatologista;
2. Não existe uma idade correta ou uma que seja limite para a aplicação de toxina botulínica. Em geral, pode começar a ser feita a partir dos 25 ou 30 anos, quando começam a aparecer as primeiras rugas;
3. Quando o procedimento é feito corretamente por um dermatologista, não traz riscos à saúde. Os possível efeitos colaterais são pequenos hematomas nos locais da injeção, dor de cabeça e congestão nasal, que são reversíveis;
4. A toxina botulínica não é usada para preenchimento ou aumento de lábios. Para isso, existem outras substâncias, como o ácido hialurônico;
5. A substância não provoca vício nem favorece o envelhecimento, ao contrário;
6. Não existem cremes de beleza que tragam os mesmos efeitos da toxina botulínica, da mesma forma que a sua aplicação não substitui uma eventual necessidade de cirurgia plástica;
7. O procedimento não pode ser feito em gestantes nem em mulheres que estejam amamentando.

Quer saber mais dicas e novidades em dermatologia? Tem aqui no blog!

Leave a reply