Manchas na pele: Quais os tipos e como tratar cada uma

Existem diferentes tipos de manchas na pele que podem aparecer no corpo. Todas elas são agravadas com a exposição excessiva ao sol. Portanto, saiba quais são os tipos de mancha que podem ser desenvolvidas:

– Melanoses ou manchas senis. São manchas na pele escuras e arredondadas.  Surgem com o passar dos anos no corpo devido a exposição prolongada ao sol.

– Efélides ou sardas. Manifestam-se na face de crianças ou jovens de pele, geralmente, muito clara após exposição em excesso ao sol;

– Melasmas. Normalmente surgem após a gravidez, uso de pílula ou exposição ao sol. Acontece com maior probabilidade na região das maçãs do rosto, buço e testa.

– Manchas de pós-acne. Manchas na pele que aparecem depois do processo inflamatório da acne.

– Ceratose seborreica. São lesões ásperas, escuras ou esbranquiçadas. Podem ocorrer na face, couro cabeludo, membros e tórax.

Saiba como evitar que as manchas na pele apareçam

Evitar a exposição solar é sempre a melhor alternativa. Então, o uso correto do filtro solar e de proteções físicas, como chapéu e guarda sol, auxiliam na prevenção de manchas. Entretanto, a exposição ao mormaço também estimula a piora das manchas. O ideal é resfriar a pele sempre que o calor for intenso. Assim, as pessoas que vão se expor ao sol ou calor podem usar antioxidantes via oral, como o pycnogenol ou o polypodium leucotomos, pois auxiliam na proteção celular dos efeitos da radiação solar.

Entenda como é feito o tratamento para minimizar o aspecto visual das manchas na pele

A fim de disfarçar as marcas no dia a dia a maquiagem e os dermocosméticos com cor são as melhores e mais eficazes alternativas. Dessa forma, para diminuir de maneira prolongada o aspecto visual do quadro, podem ser realizados tratamentos domiciliares com o uso de ácidos e cremes clareadores. Estes entretanto,  devem ser acompanhados do uso de produtos a base de vitamina C. Alguns procedimentos complementam o tratamento:

– Melanoses ou manchas senis: a primeira opção para o caso é a luz intensa pulsada, pois proporciona ótimos resultados. Também podem ser indicados o laser de CO2, peelings e a crioterapia;

– Efélides ou sardas: além da luz intensa pulsada, também com resultados muito favoráveis, o peeling superficial é eventualmente uma alternativa;

– Melasma: mais resistente, o quadro possui respostas variáveis aos tratamentos. Atualmente, os tratamentos sugeridos são: peeling superficial, laser Q-switched e microagulhamento.

Enfim, procure sempre um médico dermatologista que certamente irá saber qual é a melhor opção de tratamento para o seu caso e tipo de pele.

Leave a reply