10 fatos sobre a saúde dos cabelos que você deve saber

Além da função estética, os cabelos são responsáveis pela proteção da pele contra a radiação solar. Também ajudam a diminuir o atrito com a pele, a proteger orifícios e, em algumas áreas do corpo, têm função tátil, de percepção de sensibilidade. A seguir, confira 10 fatos sobre a saúde dos cabelos que vão ajudar você a cuidar ainda melhor deles!

1. Alimentação faz toda a diferença

Os nutrientes dos alimentos ajudam o organismo a cumprir todas as suas funções de maneira adequada. Inclusive, no que diz respeito à saúde dos cabelos. São as proteínas, vitaminas e minerais os responsáveis pela força e brilho dos fios. Então, capriche na ingestão de vegetais, frutas e castanhas, por exemplo.

2. Crescimento e queda em harmonia

Os cabelos chegam a crescer, em média, 1cm por mês. Em média, uma pessoa possui 100 mil fios de cabelo e é esperado que cerca de 100 a 200 fios caiam por dia. Isso depende de fatores genéticos, hormonais e da idade – que também influenciam na saúde dos cabelos. O ciclo de crescimento do fio dura normalmente de 2 a 7 anos.

3. A higiene capilar não tem regra

Lavar ou não os cabelos todos os dias depende de fatores individuais (como o tipo de cabelo) e ambientais (o clima pode influenciar na oleosidade e ressecamento dos fios). Para manter a saúde dos cabelos, recomenda-se que aqueles que têm a raiz oleosa e fios finos sejam lavados com mais frequência. Pessoas idosas, negras e aquelas com cabelos secos podem lavar com menos frequência.

4. Produtos de beleza não são ruins

Substâncias modeladoras, géis e fixadores sem álcool, desde que sejam de boa qualidade e não sejam usados diariamente, não prejudicam a saúde dos cabelos nem causam queda. Vale lembrar que é importante fazer a remoção completa desses produtos para que a química não acabe afetando a saúde dos cabelos.

5. Cuide para ter cutículas fechadas

A cutícula dos fios é a parte que sofre mais agressões. As maiores queixas são pontas-duplas, cabelos porosos, difíceis de pentear, quebradiços e com frizz. Quando os fios estão saudáveis, conseguem preservar as moléculas de água e proteína seladoras em seu interior, fazendo com que os fios fiquem maleáveis, hidratados e com brilho.

6. Cabelos com química pedem mais hidratação

Nos cabelos danificados, as cutículas permanecem abertas, isso faz com que o fio perca umidade, brilho e resistência. Aqueles quimicamente tratados têm menor capacidade de armazenar água em seu interior, por isso, precisam de mais hidratação.

7. Formal é vilão sempre!

Muitos salões de beleza ainda insistem em usar o formol em suas fórmulas de alisamento. O componente pode causar problemas como: irritação, coceira, queimadura, inchaço, descamação e vermelhidão do couro cabeludo; queda de cabelo; ardência e lacrimejamento dos olhos; alergias; câncer nas vias aéreas superiores (nariz, faringe, laringe, traqueia e brônquios); e até dores de barriga e enjoos. Em casos mais graves, o formol não afeta só a saúde dos cabelos: pode matar.

8. Mulher também tem calvície

Embora seja mais comum entre o sexo masculino, a calvície também pode afetar as mulheres. Nesse caso, a queda é mais difusa (não fica um “buraco”, mas vários espaços vazios na cabeça) e desencadeada por inúmeros fatores de ordem genética e hormonal.

9. Queda de cabelo tem vários tratamentos

Para saber aquele que é mais adequado para o seu caso, é necessário consultar um dermatologista, que fará uma investigação das características e das prováveis causas do problema. Dentre as opções terapêuticas estão os medicamentos tópicos (você aplica no couro cabeludo) e lasers, que podem ser utilizados para estimular o crescimento dos fios.

10. Não se automedique!

Não cuide da saúde dos cabelos tomando aquele remedinho da farmácia por conta própria. Isso pode colocar sua saúde e sua beleza em risco. Para saber o tratamento mais indicado, procure um dermatologista, o médico especialista em pele, cabelos e unhas.

Quer saber mais dicas e novidades em dermatologia? Tem aqui no blog!

Leave a reply