10 cuidados com as unhas que você não pode dispensar

A principal função das unhas é proteger os dedos das mãos e dos pés de traumas e choques. Mas é preciso reconhecer que a estética tem a sua importância, por isso, é preciso cuidar para que fiquem sempre fortes. A seguir, confira 10 cuidados com as unhas que não podem ser dispensados da sua rotina, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia:

1. As unhas podem ser cortadas com tesoura e/ou aparadas com lixas, de preferência de uso pessoal ou descartáveis. O melhor formato é o arredondado nas mãos e quadrado nos pés. Observar o tamanho também está entre os cuidados com as unhas e isso deve levar em conta algumas particularidades, como profissão, hábitos e hobbies.

2. Falando em tamanho das unhas, nos pés, elas devem ser mantidas sempre curtas. Quando estão muito compridas, podem gerar um mecanismo de alavanca e se descolar dos dedos. Sem contar que unhas compridas nos pés ganham um aspecto feio e amarelado, além de favorecer o acúmulo de sujeira.

3. Preste atenção para evitar batidas. Por mais simples que pareçam, elas podem enfraquecer as unhas e deixá-las mais suscetíveis a danos. Manter um comprimento mais curto é interessante nesse caso, especialmente se você digita bastante no computador.

4. A cutícula é uma estrutura que forma uma espécie de selo, impedindo a entrada de substâncias, fungos e bactérias que possam penetrar a unha e causar doenças. Por causa dessa função protetora, ela não deve ser retirada (no máximo, aparada).

5. O hábito de lixar a parte de cima também pode ser prejudicial. Isso retira camadas de queratina e acaba deixando as unhas mais frágeis e finas. Portanto, evite. O mesmo vale para o uso de acetona para a remoção de esmalte. Opte por produtos com a mesma função, mas sem a substância na composição.

6. Existem diversos produtos no mercado que são voltados para cuidados com as unhas, mas muitos deles podem provocar alergia. Os principais sintomas disso são vermelhidão e coceira no rosto, pescoço e pálpebras. Caso isso aconteça, suspenda o uso e fale com um dermatologista.

7. Dar um intervalo de dois a três dias entre as esmaltações também está entre os cuidados com as unhas. O uso ininterrupto de esmalte pode causar ressecamento e enfraquecimento. Durante esse intervalo, aplique hidratantes próprios para unhas e cutículas.

8. Se você costuma mexer muito com água e/ou produtos de limpeza, o uso de luvas é fundamental! O indicado é usar uma luva de algodão por baixo e uma de borracha por cima, para evitar que as unhas se degenerem em contato frequente com essas substâncias.

9. Micoses são infecções causadas por fungos que têm as unhas como principal alvo, especialmente nos pés, onde a umidade e falta de luz favorecem o seu aparecimento. Para evitar o problema, seque bem os pés e evite usar o mesmo sapato, tênis e meias por muito tempo.

10 cuidados com as unhas que você não pode dispensar Investir em alimentação saudável também faz parte da rotina de cuidados com as unhas. Apostando em produtos in natura, ricos em vitaminas, minerais e proteínas, você ajuda o organismo a deixar as unhas mais fortes.

Quer saber mais dicas e novidades em dermatologia? Tem aqui no blog!

Leave a reply